Porto Alegre - San Martin de Los Andes

1º Dia – 11/10/2015:  Porto Alegre – Gualeguaychu – AR: 1083 km

Pé na estrada! Resolvemos sair no domingo, assim tivemos o sábado para organizar tudo, já que na sexta-feira ainda trabalhamos! Optamos ir por Uruguaiana e entrar na Argentina por Paso de Los Libres, e pegar a Ruta 14. Ano passado (rumo ao Chile) tínhamos ido pelo Uruguai e achamos que se perde mais tempo, passa-se por muitas cidades onde a velocidade é reduzida e acaba ficando desgastante, além da Ruta 26 (UR), que chega em Paysandú estar em péssimo estado (e continua péssima).  
Já na entrada de Uruguaiana, num restaurante de posto (onde paramos para almoçar) conseguimos trocar reais por pesos em ótima cotação, e caso sobrasse ele comprava na volta pelo mesmo preço! \o/
Passamos a fronteira logo depois do almoço, e, para variar, logo que entramos na Argentina pela famosa ruta 14 já fomos parados pelos camineiros (polícia). Pediram documentos e olharam o carro, não pediram cambão nem kit de primeiros socorros. Bom trabalho! 
Nossos companheiros de estrada!
Seguimos ótima viagem até Gualeguaychú, onde paramos para dormir depois de 1.115 km no velocímetro! A ruta 14 é ótima, toda duplicada, a velocidade máxima é 130km/h, a viagem rende muito!!!  A cidade é bem agradável, litorânea do Rio Uruguai, era feriado prolongado e quase não conseguimos hospedagem, foi reservado com antecedência. A cidade estava lotada, as ruas cheias e bem animadas! Conseguimos um agradável restaurante à beira do rio para jantar. O Hotel Tykuá é recomendável, bom custo x benefício, aparência envelhecida, porém camas muito confortáveis e ótimo banho, o café é pobre!

2º Dia – 12/10/2015 : Gualeguaychu – Santa Rosa: 752 km


Só estrada até aqui! Uma planície sem fim, chega ser cansativo! Fomos pela Ruta 05 desde Luján. Todas as estradas são ótimas, a Ruta 14, que vira Ruta 12 até Zarate - Ar é ótima e duplicada, depois a Ruta 05 é simples, porém em ótimo estado. Tem postos de combustível bem próximos, sem preocupações nesse trecho. Os postos YPF são ótimo, tem Wi-Fi, água quente para o mate, lanches e serviços em geral, foi nossa casa durante toda viagem!!! Um detalhe: não aceitam cartão, somente em dinheiro!
Chegamos cedo no destino. O Hotel Ayres de La Patagônia, que fica Circunvalacion Santiago Marzo Nor-Este 1485 (perimetral) é de fácil acesso e muito confortável! Pudemos arrumar o carro, organizar as malas, tudo com segurança dentro do hotel. Fomos jantar num restaurante considerado ótimo por eles, Los Caldenes, tipo uma churrascaria, só que não! Parrilla livre é bem diferente de churrasco. Custo x benefício ruim. Em compensação tivemos uma ótima noite de sono, com muito silêncio! Hotel Recomendadíssimo!
 

 3º Dia – 13/10/2015: Santa Rosa – San Martin de Los Andes: 977 km



Como gostam de uma pescaria!
Esse foi um dia longo, muito chão! Saindo de Santa Rosa tem uma área de preservação muito bonita, com flamingos na beira da estrada!
Todas as rutas que passamos (35,152, 143, 20, 151) estavam em ótimo estado de conservação, com exceção do trecho da Ruta 07, depois de passar a divisa de províncias, Río Negro com Neuquen, que estava com muitos buracos, mas nada inviável. Em Neuquém (cidade) pegamos um desvio de 8km em estrada de terra, que acabou atrasando a trip.
Depois muita estrada boa novamente até chegar em San Martin de Los Andes. Rutas 22, 237, 234 e enfim chegamos na tão esperada (e temida) Ruta 40. Sem problemas de postos de combustíveis nesse trecho.
Bons ares chegando em San Martin, a paisagem começa a mudar bruscamente, de gramíneas para montanhas, lagos e neve! E o frio começando a pegar! 



 

À noite, jantamos no Restaurante Pulgarcito, lugar maravilho, ótimo atendimento, bife de chorizo com papas fritas e um malbec para esquentar, que o frio não era brincadeira!
O Hotel Los Antíguos é muito recomendado, bem localizado, café da manhã delicioso, cama superconfortável e um ótimo atendimento! Nota 10.



Chegando em San Martin de Los Andes

Postagens mais visitadas deste blog

Porto Alegre – Mendoza – Santiago – Deserto do Atacama – DE CARRO!

Patagônia de carro!

Torres del Paine