Bariloche: Cerro Campanário e Circuito Chico

5º Dia – 15/10/2015: Bariloche – Gobernador Costa 442km

Top 10 Views of the World, eleita pela National Geographic

Depois de uma ótima noite de sono e um excelente café da manhã na Hosteria Antu Kuyen, por indicação do proprietário, além da visita ao Cerro Campanário que já estava na agenda, resolvemos fazer também o Circuito Chico. Queríamos ter ido ao Cerro Campanário no dia anterior, porém, fecha cedo, às 17:30h já não vendem mais tíquetes para o teleférico, pois às 18:00h todos devem estar de volta, e como chegamos 17:15h achei melhor deixar para o dia seguinte, não teríamos tempo para aproveitar o local.
Porque a gente não tem medo de nada!!! Sqn


Subindo! Tranquilos!
A entrada do teleférico para o Cerro Campanário é na Exequiel Bustillo, bem visível, não tem como errar, e custa 180,00 pesos a subida (uns R$ 50,00 no paralelo), bom, barato realmente não é, mas a vista é única, vista de cartão-postal, eleita pela National Geographic uma das Top 10 Views of the World (uma das 10 vistas mais lindas do mundo). Dá para subir a pé também, dizem que leva uns 40 minutos, montanha acima, eu nem cogitei a possibilidade por falta de tempo e disposição! ;/ Mas, fica a dica. Lá em cima tem uma cafeteria, que vende souvenirs, café e tortas, eu não provei as tortas, mas já li que são ótimas! Pensa no frio que estava! Vista 360º graus:
















De lá seguimos que para fazer o Circuito Chico, que nada mais é que dar uma volta em torno do Lago Perito Moreno Oeste, como já estávamos no Cerro Campanário que é incluso no Circuito Chico nosso recorrido foi menor, mas o passeio das agências tem 60 km com 04 horas de duração, o nosso foi de uma hora. Passamos pela Capilla San Eduardo, linda, toda feita de torras de madeira e pedras, sem nenhum prego, de lá se tem a visão do Hotel Llao Llao, também passamos na Bahia Lopes, muito linda. É um passeio bonito! 
Meu San Eduardo!
Capilla San Eduardo

Hotel & Resort Llao Llao

Bahia Lopez

Tínhamos pressa, pois ainda nesse dia tínhamos que passar em Trevelin, era o dia de ver as tulipas!!! \o/ \o/ \o/ e como eu não tinha conseguido muitas informações na internet, não tinha mínima ideia de como chegava ao local estava com medo de não chegar a tempo. Já saímos de Bariloche por um caminho mais curto, costeando o Lago Gutiérrez, passando por uma estrada de rípio, chegando até a Ruta 40.


Postagens mais visitadas deste blog

Porto Alegre – Mendoza – Santiago – Deserto do Atacama – DE CARRO!

Patagônia de carro!

Torres del Paine